Gyakusatsu Kikan [Blu-ray]

Yo! Hijikata -de gozaru!

Hoje é dia de filme aqui no Acre! Hoje é dia de Gyakusatsu Kikan (Genocidal Organ), feito em parceria com o Shinkai Fansub. O terceiro e último filme do projeto Itoh, todos legendados pelo Acre!

Dez pessoas formam uma multidão?
Não!
E cem?
Também não!
E mil?
Talvez!

A perspectiva de multidão é muito diferente de pessoa pra pessoa, é algo que a nossa percepção define. Quando viajo a São Paulo e vejo aquele monte de gente, eu fico meio assustado com tamanha multidão, mas uma amiga minha de lá me falou que acha normal e não considera aquilo uma multidão. Não existe um número exato que define uma multidão, por exemplo, a partir de x pessoas é uma multidão… Não existe definição exata para isso, também nunca estudamos isso, apenas aprendemos com a nossa perspectiva, ou seja, algo totalmente informal.

E essa lógica das multidões também se aplica a genocídios. O que define um genocídio? O extermínio de várias pessoas. Mas quantas? Várias! Também varia da perspectiva de cada um! O mundo já presenciou vários genocídios, como o Holocausto, a guerra de Ruanda, a Partilha da África, o massacre dos armênios, a invasão norte-americana ao Afeganistão. Vários genocídios baseados em fatores distintos: preconceito, dinheiro, petróleo, ouro…

Mas como um genocídio é implantado? Primeiramente, gera-se revoltas e crises em uma civilização que passa a ficar dividida por ideais, principalmente políticos. Depois tira-se o poder ou elimina o chefe de estado do país em questão, e implanta-se um governo mais linha dura, que retira direitos com o pressuposto de estar fazendo isso porque é a única alternativa, levando parte da população a continuar apoiando. Depois fazem-se os presos políticos, perseguição política, e então começa a chacina, que normalmente gera revolta e o país entra em ruínas. E a população não tem poder para lutar contra militares armados que normalmente tendem a seguir seus generais, que em sua maioria são apenas mandachuvas comprados do governo.

Parece familiar? Pois é!

Muitos soldados alemães matavam os judeus e diziam: “Sinto muita dor em fazer isso, mas é meu trabalho e tenho que fazer”. Um dos sargentos responsáveis pelas câmaras de gás em Auschwitz não conseguia ver a morte dos judeus, ciganos, homossexuais pelos vidros da câmara, então ele sempre dava um jeito de sair de perto, mas sempre cumpria as ordens de matar as pessoas. Ele usou o mesmo pressuposto “Não gosto, mas é meu dever fazer”. Mas isso é errado? Hoje o mundo inteiro afirma que sim! Mas a civilização e a consciência são coisas muito frágeis, por exemplo:

A empresa Nike é a maior do mundo em se tratando de materiais esportivos, patrocinando o Cristiano Ronaldo, Neymar, Ronaldinho, LeBron James… Faz os uniformes do Barcelona, Chelsea, Manchester City, Corinthians, Seleção Brasileira. Faz os uniformes de TODOS os times da NBA, etc. A Nike é acusada de escravidão em várias regiões da Ásia, como Camboja, Vietnã, China, onde existem provas do trabalho escravo e/ou alusivo à escravidão. Meninos e meninas são obrigados a costurarem centenas de produtos por dia para ganharem 3 dólares ao término de 14h de trabalho, de domingo a domingo. Especula-se que a mesma Nike forjou o doping do Ben Johnson simplesmente porque ele não quis assinar um contrato com ela. Mas este ano é ano de copa, então nós compraremos a nossa linda camisa amarela para torcer pelo hexa, os corintianos comprarão mais camisas por causa do título do campeonato paulista, os torcedores do Barcelona comprarão várias e várias camisas para comemorar o título espanhol deste ano. E a nossa frágil consciência mais uma vez se esquecerá dos meninos e meninas do Camboja, e sabe por que esquecerá? Porque o que nos interessa é o nosso luxo, a nossa “liberdade”. Nós pagamos a nossa liberdade com a liberdade de outras pessoas.

E por fim, depois que começou o combate mais intenso ao terrorismo, o terrorismo só aumentou. Estranho, não? No atentado de 11 de setembro, morreram 3 mil pessoas, incluindo os terroristas, e isso chocou o mundo. Mas o engraçado é que os EUA entraram no Afeganistão e mataram mais de meio milhão de inocentes, sim, 500 mil pessoas! Aí depois no Iraque alegaram que existiam bombas químicas, e mais de 15 mil inocentes foram mortos pelos tão aclamados soldados norte-americanos, e nunca se achou uma bomba sequer. Aí os EUA saíram de lá e simplesmente pediram desculpas. Mas por que esses atos não são considerados terroristas?

Este filme me deixou meio chocado, pois mostra o que está acontecendo no nosso país, todo o embate entre direita e esquerda, entre ódio e ódio. O Brasil está sendo duramente criticado pela imprensa internacional por causa do que vem acontecendo aqui. Muitos países estão até defendendo não manter mais relações comerciais. A ONU está sendo acionada para intervir no Brasil. O advogada condecorado pela família real inglesa denunciou a justiça brasileira. Isso não é besteira, isso é bem sério.

Sinopse: A guerra contra o terrorismo explodiu no dia que a cidade de Sarajevo foi destruída por uma bomba nuclear caseira. Depois do atentado, as principais democracias do mundo se transformaram em Estados de vigilância total, e os países subdesenvolvidos têm se afogado em vários genocídios. O misterioso norte-americano John Paul parece estar por trás dos genocídios, e cabe ao agente de inteligência Clavis Shepherd rastreá-lo através da escuridão, dos destroços e do sangue das vítimas, com o intuito de achar o verdadeiro coração da escuridão, o órgão genocida.

Gênero: Ficção Científica, Psicológico, Drama, Ação, Política
Ano de produção: 2017
Duração do Filme: ~ 115min
Estúdio: Manglobe e Geno Studio
Diretor: Shukou Murase
Mangá: Gatou Asou e Keikau Itou
MyAnimeList

PÁGINA DO ANIME


Gyakusatsu Kikan [Blu-ray]

MKV BD 8 Bits “1080p” HardSub (3,80GB)

      

MKV BD 10 Bits “1080p” HardSub (5,70GB)

     

MKV BD 8 Bits “720p” HardSub (1,41GB)

    



Dê sua opinião! Siga-nos no Twitter em @hacchifansub e curta-nos no Facebook.

13 Comentários

  1. Aoimaru

    Essa polarização que o país se encontra dá medo mesmo. Sobre o filme, vi os outros dois do Projeto Itoh e não achei mt bom, principalmente o Harmony, mas vai que esse salva. Principalmente pq li Manglobe ali, sou mt fã do estúdio, uma pena ter falido T-T

    Responder
      • Aoimaru

        “Este filme me deixou meio chocado, pois mostra o que está acontecendo no nosso país, todo o embate entre direita e esquerda, entre ódio e ódio. O Brasil está sendo duramente criticado pela imprensa internacional por causa do que vem acontecendo aqui. Muitos países estão até defendendo não manter mais relações comerciais. A ONU está sendo acionada para intervir no Brasil. O advogada condecorado pela família real inglesa denunciou a justiça brasileira. Isso não é besteira, isso é bem sério.” “Parece familiar? Pois é!” Falei tanto de política quanto vc falou no texto ué, pra que censurar? Realmente n te conheço, mas sei, que lá no começo quando o processo de um político muito famoso estava começando você se manifestou e disse que apostava que o tal político não seria preso e defendeu o tal político, dando a entender sua posição quanto a isso, só n acho legal subestimar a inteligência da galera dizendo que o texto é inteiramente sobre o filme, mas blz. Tricolor sabe o que faz, vamos que vamos espancar o Corinthians no domingo pra começar bem o campeonato.

      • Hijikata-san

        Já que vc citou isso, eu realmente o que eu citei é a teoria de Kafka, mostrada no filme, e também explicada pelo John Paul, e coloquei isso no contexto atual do BR. E que de fato está acontecendo, não me posicionei politicamente, só explicitei fatos, tanto que vc sabe que são verdades. Eu não falei sobre política diretamente, inclusive coloquei no texto a questão de consciência e uma parada sobre multidões, que também estão presentes no filme.

  2. Skasum

    Opa, vamos para o ultimo do Itoh, os outros filmes passaram uma ideia, e esse parece que passou bastante ideia hehe, Obrigado pelo Project Itoh finalizado!!!

    Responder
  3. Carlos

    Excelente ponto de vista, muito fingem, não enxergar essas coisas, pensam só, em si.
    mas o mesmo acontece com que, está ciente da situação e não pode ou não quer fazer nada, simples assim. não sabem quem tem as “rédeas” nas mãos e apenas assistimos as tomar rumos. Tiranos que apenas quer testa seus novos “brinquedinhos” as custas de milhares de inocentes. E esse governo que apenas quer nos controlar e manipular, será que realmente, sabemos da verdade, afinal como vc disse no exemplo da multidão: tudo depende do ponto vista de que ver.
    Valew pelo filme e pelo texto…=D

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *